Cabeçalho Portal Unipampa Página inicial Site Campus Alegrete Site Campus Caçapava do Sul Site Campus Bagé Site Campus Dom Pedrito Site Campus Itaqui Site Campus Jaguarão Site Campus Livramento Site Campus São Borja Site Campus São Gabriel Site Campus Uruguaiana


 


Equipe do Programa Anauê visita comunidades indígenas PDF Imprimir
Qua, 23 de Maio de 2012 08:24
Para poder realizar uma inclusão educacional de alunos indígenas dentro de parâmetros de vivência acadêmica com desenvolvimento de autonomia e emancipação, é preciso saber em que costumes e experiências esses brasileiros foram formados. Com esse objetivo, uma equipe constituída de professores, alunos e técnicos de cinco campi da Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA) viajou de Alegrete, na Fronteira Oeste, a Tenente Portela, no noroeste do Rio Grande do Sul, passando por Uruguaiana, Itaqui e São Borja, nesta terça-feira, 22 de maio. A equipe participa do Programa Anauê, em andamento na Universidade e com o foco na inclusão e permanência de estudantes indígenas no ambiente acadêmico.

alt alt

Representantes da Pró-Reitoria de Graduação (PROGRAD), da Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis e Comunitários (PRAEC), dos Núcleos de Desenvolvimento Educacional (NuDE) dos campi Alegrete, Itaqui e Uruguaiana e os professores tutores e alunos monitores dos estudantes indígenas que ingressaram no primeiro processo seletivo específico devem desenvolver atividades junto à comunidade da terra indígena da Guarita durante a quarta-feira, 23. Na quinta-feira pela manhã, é a vez da comunidade da terra indígena da Serrinha.

Diferença e motivação

A primeira atividade após a chegada foi uma reunião preparatória conduzida pelo professor Jairo Oliveira, pela assistente social Tatiane Maciel e pela pedagoga Cláudia Garrido, na qual as representações dos campi puderam compartilhar experiências e relatar o andamento do primeiro semestre de convivência com os estudantes da etnia kaingang. Um dos tópicos foi a questão da motivação dos estudantes e a relação disso com a estrutura social e cultural da comunidade de origem. Além disso, foi ressaltada a característica de construção coletiva do programa Anauê – e que o termo “coletiva” indica o diálogo com os índios para encontrar soluções que permitam que os estudantes se integrem ao ambiente acadêmico sem desconsiderar as suas tradições.

alt

A agenda do dia seguinte também foi detalhada na reunião. O dia de trabalho deve começar com o encontro da equipe da UNIPAMPA com lideranças indígenas, professores que atuam na comunidade da Guarita e familiares dos estudantes, na escola do setor. Os tópicos devem envolver o entendimento da importância do ensino superior para o povo kaingang, a relação entre a realidade vivenciada pelos acadêmicos indígenas no ambiente universitário e as particularidades do seu grupo étnico. Uma apresentação cultural também está incluída entre as atividades. Um passeio pela reserva, tendo os acadêmicos indígenas como guias da equipe técnica, está prevista como atividade final do dia.

Na quinta-feira, 24, a reunião com líderes, professores e familiares deve ocorrer na terra indígena Serrinha, concluindo as atividades com uma visita ao Centro Cultural da comunidade, com retorno dos integrantes da equipe às respectivas cidades após o almoço. A expectativa, segundo a técnica em Assuntos Educacionais, Cláudia Garrido, é de que o contato com as comunidades de onde vieram os acadêmicos indígenas ajude as equipes dos campi a desenvolver projetos que fortaleçam a inclusão dos estudantes, com o incentivo à autonomia e à emancipação, mantendo o respeito à cultura indígena.

Notícias Relacionadas

 


Av. General Osório, 900
Bagé, RS 96400-100
Fone Reitoria: (53) 3240-5400